Óleos Essenciais: O Girassol

Publicado: 14/03/2019


A planta Helianthus annuus, conhecida como Girassol, é uma planta que alcança em média até 3 metros de altura.

Possui um caule extenso e o que é geralmente chamada de flor de girassol é um composto de várias pequenas flores com grandes pétalas amarelas assimétricas, também encontradas em diversas outras cores, dependendo da região e espécie cultivada.

Em uma grande planta, no centro das flores existe um disco de flores que produzem sementes com 89 espirais em uma direção e 144 espirais na direção contrária, formando um padrão numérico que faz com que o girassol seja a planta que produz o padrão mais eficiente de aglomeração possível de sementes em uma flor.

Os primeiros registros que se têm notícia datam de 2600 AC pelos povos que pertenciam à civilização Maia, aonde hoje existe o México. O girassol era usado para simbolizar uma divindade solar pelos Astecas, Maias, Otomis e Incas.

O girassol, quando “bebê”, costuma seguir o sol durante o dia, mas este processo não perdura toda sua vida, somente no comecinho. Depois ela fica permanentemente virada para o Leste.

Essa sua peculiaridade fez com que nascesse na internet uma informação mal contada: dizem que a lenda grega de Clítia referia-se a um girassol, mas isso não é verdade. Pra quem não conhece a Lenda, vamos resumir:

- Clítia um dia se apaixonou por Apollo, o Deus do sol que todos os dias saia de seu palácio e viajava o mundo de Leste ao Oeste, voltando para descansar em seu palácio ao final do dia.

- Acontece que Apollo ignorou o amor de Clítia, a qual ficou durante 9 dias olhando para o céu seguindo Apollo até que os Deuses resolveram honrar este amor transformando-a em uma Heliotrópio.

A confusão surgiu, pois, dizem que ela foi transformada em um girassol, mas os gregos sequer conheceram esta flor, pois foi somente em 1500 quando os Espanhóis levaram as sementes à Europa, aonde foram utilizadas em larga escala até chegar na Rússia.

Imaginem que no Século XVIII, a igreja ortodoxa Russa não permitia o cultivo de uma série de plantas nativas que consideravam pagãs e por essa razão adotaram o Girassol como principal matéria prima para fazer óleo de cozinha, tornando-se tão popular que aonde hoje é a Ucrânia acabou tornando-se símbolo nacional.

Incrível como uma planta nasceu em outro continente, no meio da América Central e foi parar na bandeira de um país do velho continente como fosse originária de lá. Nos faz lembrar da relação entre o Brasil e a Banana, uma fruta asiática.

Embora a história de como as coisas são seja algo muito cativante, queremos falar mais sobre o que faz do Girassol a nossa escolha deste post.

Das sementes de Girassol podemos fazer comida e óleo, mas com uma diferença: fique atenta à diferença entre o Óleo de cozinha e o Óleo essencial, eles são MUITO diferentes. Para manter as propriedades terapêuticas do Girassol, a extração do óleo essencial deve ser feita com prensagem a frio, ou seja, não é o mesmo que é vendido aos litros no supermercado.

O Óleo essencial de Girassol tem benefícios comprovados à Pele aos Cabelos e à saúde de modo geral.

Para a saúde do organismo, o óleo de girassol é rico em Vitamina E, além de fito químicos como colina e ácido fenólico, todos excelentes para a saúde cardíaca, atuando como um excelente antioxidante, tendo sido relacionado como um grande aliado na prevenção ao câncer de cólon, útero, pulmão e pele. Por ser antioxidante, significa que também é um complemento para o nosso sistema imunológico.

O óleo essencial de girassol é rico em gorduras insaturadas, o que pode reduzir o colesterol que ingerimos em saladas e outras refeições que utilizamos outros tipos de óleos, além de que é conhecido que gorduras insaturadas são o oposto das saturadas no que concerne à nossa disposição física – insaturadas fazem com que você se sinta mais disposta.

Para facilitar, pesquisamos uma lista de benefícios para te ajudar a entender a importância deste óleo essencial, especialmente em sua aplicação sobre sua pele:

 

· Grande poder emoliente: Hidrata, sendo indicado para o tratamento de quem tem pele seca;

·   Rico em Vitamina E: Protege contra rugas e danos causados pela exposição ao sol;

·   Rico em Betacaroteno: Tratamento de pele queimada pelo sol;

· Ácidos graxos e não gorduroso: Por ser antioxidante, ajuda a regenerar as células combatendo a bactéria causadora da acne.

· Vitaminas do Complexo B: Não só para a pele, mas é um óleo essencial que complementa a quantidade de vitamina B absorvida pelo corpo, responsáveis pela saúde do nosso sistema nervoso.


            É bom sempre lembrar que todo e qualquer tratamento que fazemos não deve ser feito sem o auxílio de um profissional, pois cada corpo é um corpo e cada caso de saúde merece a atenção e respeito que sempre merecemos.


Com Carinho,

Lulu Balm Cosméticos

Voltar