Exercícios físicos: A mudança no hábito e a qualidade de vida

Publicado: 23/02/2019


Correr pra quê?



    Vivemos um tempo em que terceirizamos quase todas as nossas atividades, seja ao fazendeiro o cultivo dos vegetais e ao feirante que os disponibiliza para comprarmos; seja ao aplicativo de transporte que nos leva ao nosso destino, seja ao contador que nos ajuda com nosso imposto de renda e a toda rede de pessoas que facilitam nossas vidas. Isso é tão natural que, se pudéssemos, terceirizaríamos alguém para cuidar da nossa saúde.

    Todos os dias lembramos das contas a vencer e dos compromissos que temos de honrar, ou seja, toda a nossa vida gira em torno de demandas e sobra pouco ou nada de tempo para criar – reagimos mais do que criamos.

    Só que isso provavelmente você já saiba, a pergunta que queremos responder é: como mudar isso?

    Como seres humanos, desde pequenos aprendemos por experiência: reagimos ao que vemos e formamos nossa visão de mundo. Quando crescemos, descobrimos que nós mesmos podemos programar os estímulos que recebemos e isso só pode ser feito se criamos em si as condições favoráveis para tal. E aonde entra o exercício físico nesse papo todo, você deve estar se perguntando…

    Bom, se você é do tipo de pessoa que não gosta muito de grandes atividades, temos uma notícia pra você: Caminhar é exercício. Pode consultar qualquer cardiologista que ele vai confirmar: Uma rotina de caminhada leve é tão eficiente para o sistema cardiovascular quanto uma rotina de corrida!

    Pesquisamos a opinião de profissionais de áreas como medicina, educação física e psicologia e a conclusão é unânime: caminhar melhora sua saúde.

    Caminhar significa dedicar um tempo a si mesmo. Não estamos falando de 1 hora todos os dias, mas dedicar meia hora a cada dois dias para colocar um calçado confortável, roupas leves e sair para dar uma volta no parque (pode ser na esteira da academia), é uma receita certa para que depois de algumas semanas você já possa se sentir mais alegre e com um sono mais tranquilo.

    Quando a gente coloca uma rotina nova na vida, abrimos um mundo novo de possibilidades porque estamos tratando o estresse e a ansiedade. Estamos prevenindo uma velhice debilitada, porque caminhar ajuda o corpo a prevenir a osteoporose, demência, Alzheimer, complicações cardiovasculares, depressão… A lista continua, é quase como receitar um remédio milagroso que cura quase todos os males e é QUASE isso, porque caminhar não necessariamente cura, mas ajuda bastante a prevenir!

    Falar em exercícios físicos e mudança de hábito significa que ao inserir um tempo para cuidar do corpo, indiretamente estamos tratando nossa mente e estes benefícios se estendem a uma série de objetivos:

  • Reduz o inchaço dos pés (especialmente durante a gravidez): Movimentar os pés é bom para a circulação das pernas e dos pés, o que diminui a retenção de líquidos nos pés;
  • Previne a hipertensão arterial: Uma rotina de caminhadas previne uma circulação hipertensa e diminui o colesterol o que ajuda, inclusive, a ter uma gestação saudável, diminuindo o risco de doenças ligadas à hipertensão;
  • Melhora o sono: A serotonina é um neurotransmissor que aumenta com a atividade física e está diretamente relacionada à qualidade do sono;
  • Diminui a ansiedade e o estresse: Também ligado ao nível de serotonina, o bem-estar mental é diretamente afetado pela condição física que criamos para nós. Estar em constante movimento, respeitando os limites do corpo, significa fortalecer o sistema imunológico e garantindo mais disposição uma sensação de bem-estar consigo mesma;
  • Ajuda a perder peso: Quando o objetivo é também perder um pouco de peso, caso sua saúde peça, é importante manter a barriga firme, dar passos rápidos e movimentar bem os braços, ou seja, caminhar movimentando o corpo todo, o que ajuda na queima de calorias.

    É importante, no entanto, saber manter-se hidratada, respeitar os limites do seu corpo, usar filtro solar sempre e evitar caminhar ao lado de vias movimentadas, carros soltam um composto de gases nocivos aos nossos pulmões. E lembre-se sempre que todo exercício pede um começo gradativo e um alongamento no final.

    Vamos lá! Escolha sua playlist favorita pra acompanhar a caminhada e dá uma volta no parque, não leva muito tempo e garantimos que em poucas semanas as coisas podem ficar ainda melhores.

Voltar